Sábado, 24 de Setembro de 2016

Conquitas do tempo

 

 

 

E é quando o tempo passa diante de nossos olhos e nossos pés,
quando sabemos que já vivemos um mínimo
para poder contar histórias,
cultivar alicerces,
e elucidar sobre realidades,
que a nostalgia invade o pensamento!

 

Uma ou várias vidas ainda estão para vir;
o caminho, embora promissor, ainda é longo, incerto e repleto de surpresas..
Mas, neste ensejo, apenas me apeteceu recordar o passado.
Sorrir com todos os momentos,
chorar com todas as aprendizagens,
aplaudir todas as injustiças superadas,
e Viver mais intensamente o presente,
lutando - ainda - por um sonho.

 

Quero, e consigo, voltar atrás no tempo.
Só somos presenteados com recordações
(a nossa própria máquina de viagem temporal)
quando damos o devido valor a cada instante.

 

É importante não desistir dos sonhos
e saber dar asas à criação que é a imaginação;
mas mais importante é saber fazê-lo com lucidez
e consciência da realidade que nos envolve.
Saber de que modo fazemos diferença neste mundo!..

 

O Homem não pode ter nada como garantido,
quando nunca nada foi garantido desde o início dos tempos.

 

"Vivemos n'um Hoje ou cuidamos d'um Amanhã?"
E porque não cuidamos do Amanhã, vivendo o Hoje?

 

 

 

música: Ludovico Einaudi - Nightbook (2009)

Sentido por Angel of Obscurity às 01:03
link do post | Comentar | interioriza o meu sentir
|
Quinta-feira, 22 de Setembro de 2016

Outono

 

 

Folha a folha, o puzzle vai-se montando ...

 


Sentido por Angel of Obscurity às 23:39
link do post | Comentar | interioriza o meu sentir
|
Domingo, 8 de Julho de 2012

'Le Moulin'


Sentido por Angel of Obscurity às 03:18
link do post | Comentar | os vossos sentires (1) | interioriza o meu sentir
|
Terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

oásis

 

 

A troca de olhares íntimos;
a simbiose entre dois corpos e o toque que os sagra,
num oásis de odores e sabores..
 
Tudo um paraíso perdido numa dimensão que,

provavelmente, nem sequer existe...

 

 

 

música: Fool on the hill (Nature boy) - Peter Cincotti

Sentido por Angel of Obscurity às 14:24
link do post | Comentar | interioriza o meu sentir
|
Quinta-feira, 28 de Julho de 2011

!!!

 

 

 

 

 

Não mergulhes num estado latente de conformidade!
Grita para que te ouçam!
Vive para não andares morto!

 

 

 

 

 

música: with arms wide open

Sentido por Angel of Obscurity às 19:35
link do post | Comentar | interioriza o meu sentir
|
Domingo, 20 de Março de 2011

Esperança: luz à saída do purgatório ..

 

« Perdido na escuridão de meus desejos,

mergulhei intimamente no onírico mundo da fantasia

e deixei-me levar pelo místico de meus sentimentos,

inteiramente à parte da razão.

 

Vagueei, sem Norte,

entre descobertas dolorosas,

realidades piedosas

e estradas perigosas,

que me enterraram cada vez mais fundo

na campa dos esquecidos.»

 

 

Era esta a realidade que outrora assombrava meus dias,

e que extrapolava a minha cama para o olho do furacão

nas noites em que o sono fugia com medo das sombras.

Mas foi andando na bruma que tropecei numa inesperada rocha de luz.

E essa, ainda incandescente, rocha,

desagregada da Fraga da razão e da objectividade,

transmitia um conforto único,

um estranho sentimento de fé,

que me desenterrou ligeiramente da negritude envolvente.

Com o tempo, os sonhos foram-se separando do Tenebroso.

Havia neles um masoquismo que deixara de ser dilacerante

para se tornar delicioso.

A tortura continuou,

mas a partir daí,

de todo um tempo diluído no Tempo,

tornou-se suave e apaziguadora…

Um auto-flagelo que denominei de “Esperança”.

Uma mutilação que deixou de viver nas trevas

para se estabelecer na luz à saída do purgatório:

– um crepúsculo de improviso e sobrevivência;  

– uma aparente felicidade continuada;

– uma companhia que não existe mas que perpetua a meu lado.

 

 

 


Sentido por Angel of Obscurity às 04:37
link do post | Comentar | interioriza o meu sentir
|
Sábado, 23 de Janeiro de 2010

O manto..

 

 

O branco e gélido manto envolvente abriga um passado escondido.

 

Um passado que,

entre as folhas caídas da árvore da vida,

se fez ainda mais forte do que na sua génese

dando-me alento para este presente,

outrora martirizado,

agora aconchegante.

 

Teço sentimentos e emoções cada vez mais genuínos.

Todavia, aquela montanha coberta de neve (…)

Floco a floco um paraíso foi levantado

que com a noite será devastado.

 

O tempo.

Esse inimigo tão amigo.

Esse veloz devorador de momentos aprazíveis;

esse demoníaco prolongador dos destrutíveis.

Esse que engana com a sua clássica e temível máscara...

Quase tão temível quanto o manto desta gélida, mas bela, recordação.  

 

 

 

 

 

música: Jamie Cullum - Don't stop the music

Sentido por Angel of Obscurity às 14:21
link do post | Comentar | os vossos sentires (4) | interioriza o meu sentir
|
Quarta-feira, 21 de Outubro de 2009

Conflito(s)

 

 

 

É a dresteza da mente

que se funde com as almas em redor.

Ludibria aprendizagens passadas

e apaga a consciência da realidade,

num toque suave de amor.

 

Cresce a cada passo; Morre no seguinte..

 

Reencarna das cinzas numa poderosa tela em branco.

Uma tela genuina, viajada,

tocada e magoada,        

de uma magia irreal e encantada,

que une utopicamente vidas sem sentido…

 

Um olho. Um olho emotivo que nada vê.

Palavras traiçoeiras que conquistam.

Toques que desmentem.

Conflitos que desfazem.

Dores que se reacendem.

 

 

Contudo, mágoa? P'ra quê? ..

 

 

música: Free Fallin' - John Mayer

Sentido por Angel of Obscurity às 15:12
link do post | Comentar | interioriza o meu sentir
|
Quarta-feira, 8 de Julho de 2009

ReErguendo a esperança

 

 

 

 

Num olhar de descoberta

entrego-me ao inesperado

e deixo cair em mim um sonho acordado.

 

 

 

música: take that - saidit all

Sentido por Angel of Obscurity às 03:10
link do post | Comentar | os vossos sentires (1) | interioriza o meu sentir
|
Domingo, 21 de Junho de 2009

(...)

 

 

Um intervalo para pensar..

Divagar pelo banal,

reflectir de uma forma natural 

em tudo que me incomoda;

um todo que me afoga.

 

O descontrolo da solidão,

a perda do social,

a temporária derrota da alegria jovial (...)

 

 

 

música: Always be my baby - David Cook!!

Sentido por Angel of Obscurity às 03:41
link do post | Comentar | interioriza o meu sentir
|
Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

A vontade de querer…

                                                                                                                        Photo: Me

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Transpiro. Embebedo-me em suor.  

Não somente daquele composto por ureia e cloreto de sódio

mas sim do que transborda a alma de sentimento..

 

Sim! Sou feito de puro sentimento...

Intuição, sensibilidade e consciência

fazem parte integrante de meu ser

dilacerado pelas árduas vivencias,

inesperadas e inevitáveis,

mas construtivas e elucidativas!

 

Edificado pela força descoberta num baú sem fundo,

com inúmeros astutos labirintos de enganos de frágeis prazeres,

cresço colossalmente mantendo-me na minha inocência, quase, infância.

 

A ingénua e estúpida vontade

de querer ver e sentir a bondade…

 

 

 

 

 

 

música: Free like a bird - Reamonn

Sentido por Angel of Obscurity às 05:26
link do post | Comentar | os vossos sentires (2) | interioriza o meu sentir
|
Sábado, 7 de Fevereiro de 2009

Confusão..


 

É no fervor de uma noite,

que a consciência do presente

se une com a construção do passado,

direccionando a minha atenção para o terror de um possível futuro.

 

Acutilantes e azedas palavras rasgam a emoção de um pensamento;

metamorfam um pacifico vazio num vulcão activo de desilusões.

 

Palavras…

Um sangrento discurso de lembranças,

poderoso em sentir e persuasivo em motivos.

 

Vagas opiniões de Uma realidade, de Um sigilo, de Uma alma em perda…

 

Desencontro! Ilusão! Desilusão!

Re-chegada! Partida!

 

Confusão!

Em tinta e papel,

em memórias e sinapses,

em visões e lembranças.

Confusão…

 

 

 


Sentido por Angel of Obscurity às 18:26
link do post | Comentar | os vossos sentires (6) | interioriza o meu sentir
|
Domingo, 11 de Janeiro de 2009

about the despair on the bridge

Sento-me! Levanto-me!

Sento-me! Levanto-me!

Caminho incontáveis vezes em direcções opostas,

dentro do meu próprio quarto,

o meu tão acolhedor refugio,

tão cheio de futilidades a preencher as paredes e mobílias,

tão recheado de momentos,

outrora verdades, agora recordações!

Tão vazio…

 

Sim vazio! Sentido como nunca antes!

Contudo, o Ardor da perda vem substituí-lo

tantas e tão indescritíveis vezes.

 

...

 

Deixei para trás o chocolate!

Utilizo a almofada somente como amparo à cabeça,

já que deixou de conseguir substituir vida.

Pausei no livro perfeito!

Substitui músicas!

Entretenho-me com o que posso,

com o que quero, agora, poder!

Deixei-me de rodeios!

 

 

 

 

 

Tudo! Em vão …

Modela-te, novamente, alma perdida!!

 

 

música: hope overture

Sentido por Angel of Obscurity às 04:45
link do post | Comentar | os vossos sentires (13) | interioriza o meu sentir
|
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

Caminho..

 

Caminho..

 

Caminho..

 

Caminho...

 

 


Sentido por Angel of Obscurity às 04:36
link do post | Comentar | os vossos sentires (6) | interioriza o meu sentir
|
Sábado, 13 de Setembro de 2008

História(s)

 

 

   Andava parte de mim a deambular pelos caminhos moribundos do pensamento enquanto a outra penava pela sorte que invade minhas noites..

 

  Andava eu a passear por vidas desconhecidas que preenchem o dia de meus sonhos.

 

  Andava eu…

 

  Analisei vidas sem interesse com todo o interesse que vidas paralelas à minha me podem contar.

  Contaram-me que a minha está distante de um fim;

inacabada como um conto de fadas com a sua história feliz não concluida… com histórias escondidas que sagram seres fantásticos nunca descobertos.

 

  Uma história finita mas sem fim!

 

  Uma que conta todas as outras;

  um passado complicado, de numerosas e incalculáveis narrativas, que me toca bem no fundo de meu ser; de tal forma, que deixo de me conseguir exprimir…

 

  Uma história de lágrimas de um falso ouro e outras de um sujo carvão, ambas combustivéis de vida..

 

  Uma biografia na qual me revelo sem segredos nem pudores.

  Uma história em que sou Eu, só Eu, sem limites e sem barreiras!..

 

 

 

 

música: Casting Crowns

Sentido por Angel of Obscurity às 21:15
link do post | Comentar | os vossos sentires (6) | interioriza o meu sentir
|
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Cair em Amor!

 

 

A nau das ilusões navega próximo de meu porto.

O desencadear de sonhos, esperanças, forças;

o alento de uma vida de várias experiências…

 

Várias! Uno!

Sou um, feito de muitos;

com segredos inocentes;

desnudo de perigosos sigilos!

 

Abro-me!

Conhecem-me!

Destroem-me!                

 

Recuo! Mantenho!

 

Calmo, agito-me…

Parado, reedifico-me!

 

Estendo as mãos à música, à arte…

 

Liberto vontades

abro os poros

suo     respiro

consumo oxigénio

absorvo esperança.

Acendo um cigarro de emoções e mergulho em mim!

 

Caio em Amor.(..)

 

 

 

 

música: Evanescense - Solitude

Sentido por Angel of Obscurity às 02:58
link do post | Comentar | os vossos sentires (7) | interioriza o meu sentir
|
Domingo, 25 de Maio de 2008

Dentro de mim…

 

 

 

Contenho!

Passo a passo…

 

Sufoco!

Aclamo o incenso…

Suspiro!

Reclamo a metamorfose.

Abalo!

Glorifico a diferença.

Inalo!

Acendo a cor.

Vibro!

Sinto a música.

Grito!

Amo o abismo.

Sensualiso!

Venero alma e sangue..

... suor e pensamento.

 

Ardo! 

Dentro de mim…

 

 

música: Axtrix

Sentido por Angel of Obscurity às 05:06
link do post | Comentar | os vossos sentires (11) | interioriza o meu sentir
|
Domingo, 6 de Abril de 2008

Ódio por ele?

                                       Photo: Me

 
 
 

"Ódio por ele? Não...Se o amei tanto,
Se tanto bem lhe quis no meu passado,
Se o encontrei depois de o ter sonhado,
Se à vida roubei todo o encanto...
 
Que importa se mentiu? E se hoje o pranto
Turva o meu triste olhar, marmorizado,
Olhar de monja, trágico, gelado
Como um soturno e enorme Campo Santo!
 
Ah! Nunca mais amá-lo é já o bastante!
Quero senti-lo doutra, bem distante,
Como se fora meu, calma e serena!
 
Ódio seria em mim saudade infinda,
Mágoa de o ter perdido, amor ainda.
Ódio por ele? Não...não vale a pena..."

 

 

(Florbela Espanca)
 
 
 

sinto-me: entorpecido
música: Schism by Tool

Sentido por Angel of Obscurity às 19:03
link do post | Comentar | os vossos sentires (12) | interioriza o meu sentir
|
Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008

Fogo redentor

 

 

E a chama desponta,
lenta e docemente,
no seio da escuridão.
 
Observa-me!
Fita-me!
 
Ex que explode
e se avoluma
em labaredas
fortes e quentes,
intensas e ruidosas,
que me envolvem
e absorvem...
 
Mergulho em acolhedores momentos,
de paz e tranquilidade,
e em poderosos instantes,
de êxtase e euforia.
 
Navego no negro da luz!
União perfeita.
 
Ardo em conflitos...
 
Todo eu sou Fogo!

 

 

música: Fall into you

Sentido por Angel of Obscurity às 02:59
link do post | Comentar | os vossos sentires (4) | interioriza o meu sentir
|
Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007

Viagem no espaço e no tempo...

 

Reencontro o Douro.

É o retorno ao leito que me devolve

o florescer de meus misticismos e encantos.

 

As Histórias!

Os veredictos de aventuras e concretizações,

entranhadas no abundante granito,

libertam-se num odor refrescante,

(de inquietude e saudade)

cobrindo,

com uma densa e negra neblina,

o carvalhal que me cerca.

 

Dispo-me do inoportuno presente.

Recheio-me das mais aprazíveis recordações.

E cubro-me com o onírico manto de meus desejos.

  

Um rio entre montes.

Um rochedo no alto da colina.

Uma fenda no horizonte.

Uma dança entre o verde e o azul,

o visível e palpável,

e o imaginável e inalcançável.

 

Estonteantes gotas

de um cristal que cai do céu

revestem-me o corpo

com uma profunda película

de Vida!

 

Sou Ar e Água!

Terra e Fogo!

Sou a essência

de um romanesco e genuíno sentir!

 

Perco-me dentro de mim!

Delicioso...

 

 

música: More than words

Sentido por Angel of Obscurity às 02:53
link do post | Comentar | os vossos sentires (5) | interioriza o meu sentir
|
Terça-feira, 18 de Dezembro de 2007

Tejo


 
Num refúgio, ao sol,
observo a imensidão do Tejo!
As Tágides felicitam-me,
beijam-me o rosto,
suado de honra.
(comovo-me!)
 
A seguir volto-me!
Deixo-me envolver pela mata de Monsanto.
Estou perdido no meio do tudo.
Um tudo que nada é,
caminhos entorpecidos
pelo negro do Sol.
 
Luz!
Nas profundezas de meu Ser!
 
Beija-me, Tejo, mais uma vez.
 
 
música: sozinho

Sentido por Angel of Obscurity às 21:33
link do post | Comentar | os vossos sentires (3) | interioriza o meu sentir
|
Terça-feira, 11 de Dezembro de 2007

Na realidade de meus sonhos


  
 

Num dos meus sonhos

fui parar à beira da mais recôndita relíquia.

 

Soterrado estava o livro de meu sentir.

Uma obra de arte…

 

Magia que sagra a minha noite

é descrita ao pormenor neste papiro de emoções e sentimento.

 

Palavras de dor e sofrimento..

Decretos aspirantes da condenação eterna..

 

Corro!

Grito!

Abafo sons mudos..

Recuo um passo!

Tenho medo…

Estou só!

Lacrimejo..

Choro somente..

 

A terra carcome meus pés

e abato-me sobre a húmida e gelada relva de minhas emoções!

 

Solto mais um grito.

O último.

É o término da esperança..

Sempre tão forte e vigorosa.

E agora tão débil e apodrecida.

 

 

http://youtube.com/watch?v=maOLKs1b07I

 

 
 

música: Running Away- Hoobastank

Sentido por Angel of Obscurity às 23:45
link do post | Comentar | os vossos sentires (3) | interioriza o meu sentir
|
Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007

No meu canto na Lua


 

Sento-me num canto da Lua.

Observo a noite a desnudar-se num sono triste,

entorpecido..

Vislumbro tempestades de sonhos.

'Há almas que choram!

São silêncios vivos,

atalhos de timbres taciturnos'.

 

A tristeza solta um tremor!

Saudade...

 

Os olhares trocados

elevam-me a um mundo fantástico.

De fantasia, magia.

De calor.

De amor.

 

'Corações respiram pulsações

Rápidas... Quentes... Calmas...'

 

Eu? Eu permaneço aqui!

Neste recanto da Lua.

Distante!

Mas eternamente submerso

na fusão ardente

de nossos corpos,

de nossas almas.

 

 

música: Does anybody hear her

Sentido por Angel of Obscurity às 02:59
link do post | Comentar | os vossos sentires (2) | interioriza o meu sentir
|
Domingo, 25 de Novembro de 2007

Procuro o horizonte

Procuro o horizonte.

Avisto-o.

Contemplo-o.

Aterrorizo-me!               

 

O temporal aproxima-se.

Luz, ruído e água

absorvem-me e devoram-me velozmente.

 

Tropeço. Caio.

Não me volto a erguer.

 

 

 

música: Evidências

Sentido por Angel of Obscurity às 00:23
link do post | Comentar | os vossos sentires (3) | interioriza o meu sentir
|
Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

(Sempre) Mais um passo

Atrevo-me a mais um passo.

 

 

Piso o pérfido solo de um surpreendente destino.

 

 

Desvairo em conflitos!

Deliro!

 

 

Uma doce (mas irreal) aparência

torna-me num belo homem

que desafia o seu próprio destino

mas que se desfalece de pranto,

sem o vantajoso acréscimo

da posse de uma romanesca promessa cumprida.

 

 

A austera e ponderada criança, que há em mim,

revela-se mais lúcida

que o moribundo e pálido adulto, que ostento ser,

desprovido da força que essa genuína criatura emana.

 

Porém, é a simbiose entre o adulto e o jovial

que me concede o estatudo de Ser singular

e único!

  

Ser esse, que tanto se reedifica nos instantes afortunados

como se assola nos momentos de agonia e temor.

 

 

Ser esse, que se atreve sempre

a mais um passo!... 

 

 

 

música: La solitudine

Sentido por Angel of Obscurity às 02:47
link do post | Comentar | os vossos sentires (2) | interioriza o meu sentir
|
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2007


 

A essência que me beija a pele da alma,

nasce de uma - de todo evidente - sensualidade

que acolhe o odor de meus pensamentos.

A proeza que envolve meu sentir,

brota da mais aprimorada forma de amar,

que me encaminha para a mais terrível forma de sofrer.

 

E é o silêncio, de acaloradas e furtivas feições,

que acarreta consigo o sopro e o embalo de um merecido sorriso..

por existir...

 
 
 

música: The dream within

Sentido por Angel of Obscurity às 13:39
link do post | Comentar | os vossos sentires (1) | interioriza o meu sentir
|
Terça-feira, 13 de Novembro de 2007

Mártir do meu amor

 
 

 

 
 
 
 
 

O desespero consome a sigilosa luz de minh’alma.

Caio no poço do abandono e entro no labirinto das mais macabras injustiças.

Perco-me na desesperança...

É este desalento que carcome, corrói e abate qualquer sorriso de felicidade que eu deveria sentir..

 

Desejo aniquilar o dia de amanha para poder não sentir mais este sofrimento.

Penoso e amargo momento.

 

música: Dangerously in love

Sentido por Angel of Obscurity às 01:13
link do post | Comentar | os vossos sentires (3) | interioriza o meu sentir
|
Domingo, 4 de Novembro de 2007

E ela, a necessidade da caneta e do papel.

 

E ela regressa.

Toma seu perpétuo caminho divinizado,

e troca deliciosos desabafos com a sua caneta e o seu papel.

 

 

E ela,

a vontade,

a falta,

a saudade,

a imponente necessidade da simbiose com a escrita,

mergulha-me no meu rio de sentimentos e vivências internas..

 

 

E eu, débil,

com a minha confusão

de quereres e vontades erguidos de quereres e vontades superiores,

de sentimentos de verdade,

de uma realidade não virtual

e sem dúvida imortal,

mutilo meus neurónios

(controladores de motivação, cativação e sobretudo das gloriosas certezas)

com hereges e agoniantes dúvidas,

incertezas,

inseguranças,

receios,

medos..

tudo crimes inoportunos à minha co-realidade..

 

Meu mundo interior..

..um mundo de diferente odor..

Temor!

De uma situação dramática que favorece o desvio de um futuro brilhante!

Torturante! Mas brilhante!

 

 

 

 

Desmascaro-me e entro num delito jamais imaginado..

Sinto meus ossos a corroerem minha essência.

 

 

Sinto-me perder...

 

Sei que a lua está lá!

Mas ela camufla-se tantas vezes!!!

 

 

 

 

Todavia, mesmo com a sua pequenez,

como a de hoje,

Consigo senti-la grandiosa,

encontro-a por detrás dos galhos das incertezas e vislumbro certas veracidades que me devolvem a vontade de nunca desistir..

.. de me perder no amor..

 

Deliciar-me com os lábios do teu coração,

a língua do teu sangue,

a cabeça, o tronco e os membros do teu sentir.

 

 

 

 

 

 

Sedento,

abato o horror dos desassossegos,

desfaço os nós dos medos,

e limpo o suor dos receios.

 

Purificas-me!

Sagras-me!

 

 

Quero-te!

Como a lua quer a noite para sua companheira.

É um para sempre juntas.

Eternamente amantes, 

na mais deleitosa dependência.

 

música: Manha

Sentido por Angel of Obscurity às 04:33
link do post | Comentar | os vossos sentires (4) | interioriza o meu sentir
|
Sexta-feira, 13 de Abril de 2007

...

 

 

Oh meu inquebrável ser,
Aqui onde não me chega o teu desprezo,
chega-me o teu adocicado suor,
que me prende, sem pudor,
às garras desmedidas de teu amor.
Oh minha infindável precisão,
me perco, desorientado,
em caminhos moribundos
que me cegam para a visão deste e de todos os mundos.
Renego a paz, mas trago a calma.
Elevo o corpo, mas estrago a alma,
num turbilhão de beijos, perigos e desejos.
Acorrento-me a uma vida, a um olhar, a uma pele, ao terno odor que é te amar.
Percorro, em meu refúgio, a única verdade
que sempre foi verdade:
a pureza daquilo que existe e que não poderia existir.
Que não pode existir!
Mas...

Louvo!...
Sim louvo o teu amor.

 

 

(Maldita mentira,
aquela a que me obrigo a ceder)

 

música: (another song) all over again

Sentido por Angel of Obscurity às 00:54
link do post | Comentar | os vossos sentires (5) | interioriza o meu sentir
|
Sábado, 17 de Março de 2007

Ode à loucura da Humanidade!

 
 
Entre fumaças e luzes de velas!
Entre barcas desembarcadas,
noites inacabadas de pronto horror.
Entre dias de dor, momentos de calor;
Entre águas escuras e límpidos lodos.
Entre o inferno intemporal e o paraíso desertificado.
Entre um telemóvel, um isqueiro, um cinzeiro.
Entre 7 cores, quatro paredes,

um tecto, um chão, uma cama e um coração.
Entre uma alma; inúmeras vidas.
Entre esta vida, o corpo; o outro lado da verdade.
Entre suspiros, por entre gritos.
Abafos. Bofetadas. Mentiras e sinceridades.
Entre o que senti! o que sinto! o que sempre sentirei!
Entre a distância. Entre distâncias...
Entre o passado... o presente... e um futuro.
Entre mim, e tudo o que me envolve.
Entre mim, e esta SEM ESCRÚPULOS sociedade.
Entre mim, e a LOUCURA da Humanidade.

 

sinto-me: Cansado mas com Vida
música: Angel Fire - Dolores O'Riordan

Sentido por Angel of Obscurity às 14:04
link do post | Comentar | os vossos sentires (6) | interioriza o meu sentir
|
Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2007

Paro! E sonho!

 

Paro!

Olho à minha volta e vejo pontos que brilham entre ramos de um verde fresco.

Paro!

E inspiro o doce ar isento de sujidades.

Paro!

Individualizo-me na mística e critica atmosfera envolvente.

Dispo-me de pudores e uno-me com a relva.

Desnudo-me de maldades, mentiras e segredos e uno-me com as estrelas, com o azul-magia que as aconchega.. e que também a mim acolhe.

Mergulho na música ..... e sonho.

Paro!

E sonho!

E vejo à minha frente, n'uma cor lacrimejante e d'uma nitidez proeminente, palavras de verdade:

«Tu Amas.

Tu Sonhas.

O teu Amor é o teu Sonho»

E eu sorrio!.. [...]

 

sinto-me: diferente.. !!
música: Pantomime - Incubus

Sentido por Angel of Obscurity às 01:36
link do post | Comentar | os vossos sentires (10) | interioriza o meu sentir
|
Sexta-feira, 8 de Setembro de 2006

Calo a dor!

 

Hoje, tranco os lábios..

 

.. aprisiono as palavras!

 

Limito-me, simplesmente, a sentir..

 

 

sinto-me: :'(
música: more than words

Sentido por Angel of Obscurity às 02:18
link do post | Comentar | os vossos sentires (27) | interioriza o meu sentir
|
Sábado, 19 de Agosto de 2006

Last night I dreamed...

 

'Last night I dreamed...

 

Last night I had a dream...
I could listen your voice...
I could feel your touch...
I could touch your lips...

 

Last night I had a dream...
I was walking to you for a long time...
all the stars took care of us...

 

Last night I could feel your hugs...
I could listen sounds of the world...
I could to take care of you...

 

In this morning...
Oh in this morning...
I woke up smiling ...'

 

I love You!!

 

 *

 

 

Te agradeço, 'mana', amor da minha vida.. Minha garota doce!

Por todo o teu apoio, conforto, carinho, amizade, amor de irmã.

Toda a tua compreensão, toda a tua alegria por mim!

Todos aqueles teus sorrisos.

Toda a timidez inocente.

Toda a ajuda, nas palavras, nos actos, nos sentires..

 

Por tudo isto, te amo! E amar-te-ei para sempre.. :)

 

You are the only one! Now, you know! **

 

sinto-me: muito feliz!
música: Povo que lavas no rio!

Sentido por Angel of Obscurity às 17:13
link do post | Comentar | os vossos sentires (24) | interioriza o meu sentir
|
Terça-feira, 1 de Agosto de 2006

Magia da vida..

 

"Viver...

é saber apreciar o que de melhor a vida tem para nos oferecer...
é saber agarrar O momento...
e...
desse momento...
retirar toda a magia...
a magia da vida...
e...
lutar...
lutar com garra por esses momentos...
para que quando a dor nos invada...
possamos dizer...
eu...tenho os meus momentos de magia...

 

é apenas...a magia da vida !"

 

 

 

 

 

 

 

 Férias!! :)

 

*

 

sinto-me: ...
música: Love Profusion

Sentido por Angel of Obscurity às 18:28
link do post | Comentar | os vossos sentires (35) | interioriza o meu sentir
|
Sexta-feira, 21 de Julho de 2006

Transe

 

Inspiro!

 

Contenho!

 

Alucino..!

 

Teu corpo no meu:

 

utopia..

 

Teu amor com o meu:

 

melodia..

 

Porquê?

 

Olha! E vê!

 

sinto-me: só!
música: Open your eyes

Sentido por Angel of Obscurity às 03:22
link do post | Comentar | os vossos sentires (29) | interioriza o meu sentir
|
Quarta-feira, 5 de Julho de 2006

Alucinação!

 

Inspiro! Expiro! Socorro meus gritos mais profundos…

Trago a paz… elevo a alma.

Toco-lhe! Manejo esta bola de energia que nasce de minha calma.

Sinto-a! Introduzo-a no meu corpo, suado de desejo…

Viajo! Mergulho em virtudes e defeitos inertes pelos pilares da mente!

Pego aqui e ali! Pego em toda a energia exterior ao meu corpo e possuo-a!!

Apodero-me dela e sacio a minha pele, sedenta de amor!

Danço! Sinto cada músculo; sinto cada movimento!

Liberto a obscuridade e recolho a luz!

Vibro! Sinto as vibrações desta luz tão pura, tão doce, tão acolhedora…

Envolvo meu corpo!

Envolvo minha mente!

Envolvo o meu ser e deito-me!

Fecho os olhos … e toco-te!

Estás tão longe, mas tão perto!

Sinto-te a meu lado … e aprisiono-te a mim…

… para que juntos alucinemos, mergulhados nesta luz, cada momento em que nós dois

… somos Um!

 

 

sinto-me: a amar o impossivel!
música: I still care about you

Sentido por Angel of Obscurity às 14:05
link do post | Comentar | os vossos sentires (39) | interioriza o meu sentir
|
Terça-feira, 27 de Junho de 2006

Solstício de 2006

 

 

“Há milénios, os indo-europeus lançaram-se à conquista do Mundo e encetaram a longa marcha dos povos vindos da hiperbória.

Nós, que somos os seus herdeiros, renovamos esta noite o rito antigo dos filhos do Sol.

Que o FOGO, vindo dos quatro horizontes do nosso Mundo, ilumine com uma chama única este solstício de 2006”

 

 

 

 

Esta foi a sublime frase emanada pelas nossas vozes, na fantástica noite deste Solstício.

 

 

 

 

Retratando o Ar, que entra no nosso peito e nos faz levitar.

 

Mergulhando na Água, que é fonte de vida, inspiração dos mais atentos.

 

Enlameado com a Terra, que purifica cada poro de minha pele, que simboliza meus alentos.

 

Dançando com o fogo, que nos faz acreditar, sonhar ...

 

 

 

 

Foi na companhia destes quatro e indissociáveis elementos que nós, o TEB (Teatro de Estudantes de Bragança), celebramos o mais belo ritual de misticismo e encanto.

 

 

Foram momentos únicos, de êxtase, no nosso lindo Castelo.

Não esquecerei!

 

 

Que o FOGO ilumine todas as vossas vidas!!

 

 

sinto-me: a aproveitar cada momento
música: The mystic way

Sentido por Angel of Obscurity às 12:37
link do post | Comentar | os vossos sentires (33) | interioriza o meu sentir
|
Domingo, 18 de Junho de 2006

Observo-te e Consumo-te...

 

Aqui, neste meu mundo tão meu,

tão sombrio e luminoso,

tão obscuro e misericordioso,

tão cheio de mistérios e segredos que assolam os meus dias,

meus desejos e vontades,

meus prazeres e sensualidades,

Observo-te e Consumo-te...

Aqui, neste meu mundo tão meu,

por todos desconhecido,

espelho-me em ti,

Observo-te e Consumo-te com toda a sublime vontade que me invade,

com toda a loucura que imerge de meus pensamentos,

com toda a força que nasce de meu coração,

tão desejoso de te ter aqui,

neste meu mundo só meu,

mas tão teu...

Porque estás tão perto, mas tão infinitamente longe??

Observo-te e Consumo-te através desta transparente vidraça,

que me esconde,

que cobre toda a dimensão dos saberes nunca explorados.

Aqui, neste meu mundo tão meu,

entrelaçado nestes trovões,

nestes fulminantes raios que me afogam com gotículas tão profundas e enfurecidas,

Observo-te e Consumo-te com o olhar...

 

sinto-me: incompleto!
música: Creed- with arms wide open

Sentido por Angel of Obscurity às 02:39
link do post | Comentar | os vossos sentires (42) | interioriza o meu sentir
|
Terça-feira, 16 de Maio de 2006

Noites..

 

Noites em que sombras fogem da escuridão.

Escondem-se em cantos!

Escondem-se em pensamentos!

Querem levar a loucura e o desejo,

querem desorientar o beijo,

para o massacre da solidão..

 

Noites que metamorfam sentimentos passados,

que do mundo foram apartados.

 

Noites que jazem da nascente,

que se espelham no jazigo,

Noites que se agitam pela corrente,

que saúdam o caminho comigo.

 

Noites de tristezas, mágoas, mas afagos.

Noites de caminhos trocados, loucos, mas pensados.

Noites de farsas, mentiras e erros cometidos.

Noites de regressos enganados, de saberes adquiridos.

 

Noites trocadas, mas sagradas.

Sangue profano,

fluindo,

purificando,

cada consumo de veneno,

que se tornou heresia,

nesta noite vadia.

 

Acontece em noites tardias,

a sombra do que se diz amante.

Queimando na tortura,

queimando o flagelante,

queimando a tristeza, tornando-a ternura,

traduzindo a luz que me encaminha para a doce loucura:

uma réstia de felicidade que ainda perdura!!

 

 

 

sinto-me: reborning
música: Pedra Branca

Sentido por Angel of Obscurity às 21:02
link do post | Comentar | os vossos sentires (33) | interioriza o meu sentir
|
Segunda-feira, 10 de Abril de 2006

[...]

 

 


Viajo perdido no intemporal que se aproxima..
Deliro com a virtude que me foi condenada.
Jornada... inacabada...
É um ébrio acto de lucidez,
este que tomo, e que julgo numa só vez!

Imprudentemente me desvio do caminho tomado...
sim, eu sei.. para comigo sou indelicado..
mas prefiro conter uma sofredora lágrima contagiante,
do que iniciar aos outros um choro constante!

Perdido, navego no mar das desilusões!
Sozinho, afogo-me em permanentes discussões..
Oh, triste destino que me foi predestinado..
ao raiar, no obscuro sub-mundo obstinado.

Aqui estou! Aqui me encontro..
É o doloroso desencontro de amores.. É o nascer de ardores.
Daqueles ardores que acolhem.. aqueles que seduzem..
os que encantam, os que acalmam..
os que, com um único calafrio, reviram a alma…
… e que submergem bruscamente a calma!

 


Sentido por Angel of Obscurity às 01:03
link do post | Comentar | os vossos sentires (24) | interioriza o meu sentir
|
Sábado, 18 de Março de 2006

Sobre o Sono!

 

'E é
deitado sobre
a minha cama
que deixo todas as minhas
dores.

 

O outro dia,
ao amanhecer,
não parecerá promissor.

 

Mas,
a noite,
ah! a noite,
esta, sim,
será companhia.'

 

música: The Last Cruzade - A New Age Dawns 1

Sentido por Angel of Obscurity às 00:15
link do post | Comentar | os vossos sentires (5) | interioriza o meu sentir
|

Me

Quem me veio espreitar:

online:

online
CURRENT MOON

moon info

Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
23

25
26
27
28
29
30


Angel of Obscurity

One Past

Angel of Light

Sentires

Conquitas do tempo

Outono

'Le Moulin'

oásis

!!!

Esperança: luz à saída do...

O manto..

Conflito(s)

ReErguendo a esperança

(...)

A vontade de querer…

Confusão..

about the despair on the ...

Caminho..

História(s)

Lembranças

Setembro 2016

Julho 2012

Janeiro 2012

Julho 2011

Março 2011

Janeiro 2010

Outubro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Antigos companheiros

:) Um sorriso

Image Hosted by ImageShack.us